Santo Anjo da Guarda

O ano é 1947, as viagens são feitas pela faixa de areia do litoral de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Um percurso de 160km, com previsão de chegada de até 3 dias. Não havia comunicação por telefone ou telegrama. A chuva e a maré ditavam o tempo de viagem e foi assim que começou esta aventura. No dia 24 de Fevereiro daquele ano, Herbert Falk funda a empresa Santo Anjo da Guarda, nascendo da necessidade de transportar gaúchos que frequentemente visitavam a cidade de Tubarão e se hospedavam em seu hotel, especialmente nos períodos de alta temporada. Após quatro anos, os irmãos Damiani assumem o negócio, investindo em frota e adquirindo novas concessões para atuar no transporte de passageiros. No livro Sonhos Sobre Rodas, Zelindro Damiani descreve o que foram os primeiros anos da empresa e as dificuldades que os motoristas enfrentavam, devida a falta de condições básicas de estrada. Em seu relato, Damiani conta que em uma de suas viagens pela faixa litorânea, o veículo atolou na areia e foi coberto pelas ondas do mar, afundando aos poucos. Um ônibus que nunca mais foi encontrado. Só em 1971, saiu o primeiro Regulamento do Transporte Rodoviário de Passageiros do país, a Santo Anjo foi a primeira a obter registro, portando o Certificado de Registro nº1.